07 dicas para quem pretende fazer uma Road Trip nos EUA.

Foto do Flickr por William Warby.

Foto do Flickr por William Warby.

A viagem pela estrada (road trip) é um estilo de viagem bem interessante para experimentar nos States. O baixo custo da gasolina, os preços interessantes para aluguel de bons carros, as perfeitas condições de pavimentação das estradas e a excelente sinalização das vias expressas cuminam numa ótima experiência para viajantes que adoram aquela sensação de vento no rosto e trilha sonora preferida no rádio que só a road trip oferece. Veja, abaixo, uma lista de itens úteis para lhe ajudar a aproveitar sua viagem com mais segurança.

1.Sinalizações

Foto do Flickr por Ken Lund.

Foto do Flickr por Ken Lund.

A eficiência das sinalizações das estradas norte americanas é inegável. Tem placa a todo momento informando para onde você está indo e em que sentido: norte, sul, leste, oeste (North, South, East, West). As saídas das pistas de
velocidade (highways) obedecem uma numeração sequencial, lógica, que ajuda você a identificar se está indo no caminho certo ou se já passou de onde deveria ir. 

Placa que indica que é proibido virar à direita no sinal vermelho. Foto do Flickr por William F. Yurasko.

Placa que indica que é proibido virar à direita no sinal vermelho. Foto do Flickr por William F. Yurasko.

A grande maioria das placas de trânsito são parecidas com as do Brasil. Ufa! Contudo, há algumas diferenças importantes. Por exemplo, uma coisa bacana é que você pode virar á direita mesmo com o sinal vermelho, exceto quando houver uma placa dizendo para não virar (No right turn on red). Por falar em turn (virar), fazer retorno em forma de “U” também é permitido, exceto se houver uma placa proibindo (No U turn). Saber desses pequenos detalhes pode economizar tempo.

Parte da eficácia das sinalizações do país deve-se ao fato de que a grande maioria da população respeita as regras. É o caso das placas de “Stop 4 ways” que chamam atenção para cruzamentos onde a prioridade para seguir é de quem chegou primeiro. As pessoas realmente respeitam isso. A preferência nas rotatórias também é bem respeitada.

Placa de stop do ônibus escolar para fora sinalizando que todos devem parar. Foto do Flickr por Kate Warner.

Placa de stop do ônibus escolar para fora sinalizando que todos devem parar. Foto do Flickr por Kate Warner.

Outra coisa que os americanos respeitam muito são as placas de sinalização da área escolar (school zone). Nos horários sinalizados nas placas, preste a máxima atenção, obedeça exatamente o limite de velocidade e dê uma parada antes da faixa de pedestre, mesmo que ninguém esteja atravessando. Se um ônibus escolar parar, pare!  Jamais ultrapasse um ônibus escolar que esteja parado, com a placa de stop e luzes de atenção acionadas. Eles podem estar liberando crianças que irão atravessar a rua. Então, mesmo estando no sentido oposto: Pare!

O mesmo vale para
caminhões de bombeiros e ambulâncias. A prioridade é toda deles. Todos os motoristas irão
arranjar um jeito de dar passagem para bombeiros e ambulâncias quando estes estiverem sinalizando emergência. Faça o mesmo! Vale subir no canteiro, dividir a faixa com o vizinho, qualquer coisa. Todos ao seu redor irão parar ou reduzir, chegar para o canto, etc. Não importa o você tenha que fazer. O importante é dar passagem o mais rápido possível. 

Quanto a beber e dirigir? Proibido também. Existe um percentual de álcool que é permitido e varia de acordo com cada estado. Melhor evitar! Bebida alcoólica aberta no carro, mesmo que esteja sendo consumida somente pelo carona ou demais passageiros, não pode! Por garantia, ao transportar bebidas alcoólicas, é aconselhável carregá-las no porta-malas. O policiamento é muito intenso. Sempre que pensar em infringir as leis de trânsito, desista!  Você pode acabar se dando mal.

Flickr por Karyn Christner.

Flickr por Karyn Christner.

Importante:

  • Não ignore os avisos de animais na pista! Os veados (deers) aparecem do nada, em bandos e ficam paralizados com a  luz do farol. Eles são responsáveis por muitos acidentes. Ajuda apagar o farol para que eles sigam o caminho deles. 
  • As placas de “One way” alertam para pistas de mão única.
  • As placas de “Merge” querem dizer que a sua pista vai fundir com outra. Fique de olho!
  • Evite não parar na placa de stop mesmo sem perigo iminente. É assim que muita gente acaba levando multas. 
  • Abreviações de endereços e nomes de ruas são muito comuns nas placas de sinalização. Aprenda as mais importantes para evitar confusão: St = Street, Av. = Avenue,  Rd. = Road, Cir. = Circle, Sq = square, Ln=Lane, Dr=Drive , Blvd= Boulevard, Hwy = Highway, Expy = Expressway, Fwy = Freeway.

*Highway, expressway e freeway são pistas de alta velocidade geralmente acima de 100 km/h (65 milhas).

2. KM x Milha

Foto do Flickr por Fabien CAMBI.

Foto do Flickr por Fabien CAMBI.

Uma milha equivale a 1.6 quilômetros. Saber disso é importante
porque as placas de velocidade vêm em milhas (miles) e não em quilometros, assim como as placas de distância. O
bom é que o velocímetro dos carros vem mostrando a velocidade em milhas e quilômetros para facilitar a
nossa vida. Porém, por garantia, baixe apps de conversores de milhas para
quilômetros no seu celular. Ajuda muito! Principalmente, na hora de conferir a distância de um lugar para o outro.

3. Pedágios

E-zpass é o nome dado ao aparelho que dá passe livre no pedágio. Foto do Flickr por MPD01605

E-zpass é o nome dado ao aparelho que dá passe livre no pedágio. Foto do Flickr por MPD01605

Achar buracos é tarefa difícil, mas isso vem com um preço: muitas reformas o tempo todo [Fique atento às placas de desvios (detour)!]  e muitos
pedágios (tolls). Pesquise o valor dos pedágios por onde passará e esteja preparado. Alguns chegam a custar USD 17 (dezessete dólares). 

Empresas de aluguel de carro oferecem o aluguel do aparelho de pagamento automático do pedágio e debitam o valor das tarifas do seu cartão de crédito. O lado bom é que
evita pegar filas para pagar o pedágio, e o ruim é que pagar, em dólar, no cartão de crédito brasileiro, pode acabar saindo
mais caro devido às taxas cobradas pelo banco e o IOF. Verifique as
taxas com a sua operadora de cartão e avalie se vale a pena. O aluguel custa em média USD 20 (por semana).

4. Alugando Carros

Foto do Flickr por Susanne Nilson.

Foto do Flickr por Susanne Nilson.

O aluguel de carro nem sempre sairá mais barato do que no Brasil, tudo vai depender do desempenho da nossa moeda. Às vezes, o preço nem será tão diferente assim, mas o tipo de carro que
você pode alugar nos EUA, com o mesmo dinheiro que você alugaria um básico no
Brasil, pode ser mais interessante. 

Brasileiros podem dirigir por três meses com a CNH, na maioria dos estados, sem problemas. Caso queira uma garantia extra, vá ao Detran e peça a carteira internacional que vem em inglês. 

Se não quiser arriscar, alugue o carro antes de viajar e retire-o no
aeroporto. A maioria das empresas de aluguel oferecem transporte do aeroporto
até o pátio das locadoras, os chamados shuttles.

Os valores do aluguel semanal variam de USD 160 à USD 600 dependendo da categoria que você escolher. As categorias estão associadas a certos modelos de carro e seus similares. Veja os mais comuns: economy (KIA Rio); compact (Nissan Versa); midsized (Corolla); fullsized (Fusion); standard (Jetta); premium (Chrysler 300); carros estilo SUV (Toyota RAV4, Hyundai Santa Fé, Chevy Suburban, Chevy Tahoe); convertible/conversível (Ford Mustang); luxury (Cadillac CTS); e, também, vans para 7/15 passageiros, carros espotivos, pick ups, entre outros.

Itens adicionais oferecidos para aluguel: GPS, assento para crianças, enchimento do tanque pela locadora ao retornar o carro, aparelho de passe livre no pedágio (tool pass device) e até tablets com conexão 4G.

OBS: Seu cartão deve ter um limite que permita a locadora bloquear um certo valor que eles chamam de deposit, ou o nosso caução. O valor dependerá do modelo escolhido e será usado, apenas, em caso de danos ao veículo alugado ou de terceiros. O carro sendo devolvido em perfeitas condições, a locadora desbloqueia o valor do seu cartão de crédito e pronto. 

5. Colocando Gasolina

Foto de uma bomba de gasolina (Gas Pump) via flickr por Orin Zebest

Foto de uma bomba de gasolina (Gas Pump) via flickr por Orin Zebest

Como
muita gente sabe, os postos de gasolina dos EUA são self service. Embora isso possa causar um estranhamento na primeira
vez, não tem muita ciência. Se for pagar em cash,
simplesmente, vá até a loja de convêniencia, diga quanto vai colocar e qual o
tipo de combustível, volte para a bomba e pump
it up
. A máquina irá parar o abastecimento assim que o valor pago for
atingido. Você também tem a opção de pagar com cartão de crédito. Na própria
bomba, tem uma parte para inserir o cartão. Você inseri o cartão, escolhe o combustível e enche até atingir a quantidade ou o valor que deseja pagar. 

Existem, normalmente, três tipos de gasolina que você pode escolher. A mais barata é a regular unleaded, seguida da unleaded plus e a premium unleaded, sendo esta última a mais cara. Na maioria dos carros, a regular já é o bastante. A não ser que o carro tenha alguma recomendação especial dada pela locadora.

Fique
atento (a)!
O valor da gasolina (gas em
inglês) nas placas dos postos americano correspondem ao galão de gasolina. Um
galão equivale à 3,79 litros de gasolina. Quase 4 litros. Geralmente, o litro
custa centavos de Dólar.  

6. Pedindo informação

Foto do Flickr por Phil Varney.

Foto do Flickr por Phil Varney.

Embora os mapas dos GPS nos Estados Unidos sejam muito
eficazes, sempre tem aquele momento em que eles ficam confuso ou perdem a
conexão. Se você não é fluente no idioma, pode bater o desespero. Relaxe! Aqui
vão umas dicas de como pedir informações em inglês.

  • Can you help me, please?  (Você pode me ajudar, por favor?)
  • Excuse-me, how do I get to…?(Com licença, como eu
    chegoem…?)
  • P: How do I get to the gas station
    (posto de gasolina)?
  • R: Turn/make right at  (vire à direita)
  • Where is it? (Onde fica isso?)Naqueles momentos de aperto, saber perguntar [Where is the restroom (banheiro)? ] pode
    ser muito útil. Então, grave!
  • P: Where is the hotel?
  • R: Next to the park. (Perto do parque.)
  • How far
    is …? (Qual a distância até…)
  • P: How far is Washington, DC? / How
    far is the beach (praia)?
  • R: 10 miles to the south (10 milhas
    ao sul)/ 20 minutes (20 minutos)

7. Onde ficar

Vista panorâmica do The Fairmont San Francisco.

Vista panorâmica do The Fairmont San Francisco.

Se você optar por fazer a road trip no leste do país, alguma sugestões de hospedagem são: Hotel South Beach em Miami que tem saída direta para a praia já equipada com cadeiras e sombreiros, 4 piscinas externas, venda de frutas e vegetais fresco no lobby e bar no teto do hotel. Quem sabe dar uma esticadinha até New Orleans, a terra do jazz, e hospedar-se no charmoso Dauphine Orleans Hotel localizado bem na famosa French Quarter e pertinho da Bourbon Street.  

Se for para o oeste, você pode escolher começar pela Califórnia hospedando-se no bem localizado San Diego Marriott Gaslamp. Subir para Santa Mônica e ficar no hotel Casa Del Mar de frente para o Pacífico. De repente, aproveitar e atravessar o deserto de Nevada e ir apostar a sorte em Las Vegas e curtir o romantismo e a badalação do Venitian Resort Hotel. Dá até para conhecer a famosa Route 66 e terminar a viagem na linda San Francisco relaxando no conforto do The Fairmont San Francisco e admirando a vista panorâmica da cidade.

Pronto! Agora é só relaxar e colocar o pé na estrada. Boa Viagem!

Links Relacionados: