Bali vs Tailândia: Qual é o melhor local de férias para você?

Abençoado com tempo quente, belas paisagens, excelente culinária e preços razoáveis, Bali e Tailândia são ambos destinos fantásticos para mergulhar na cultura local, comer, nadar, beber e tirar uma carga. Dito isto, há algumas diferenças importantes entre os dois, particularmente quando se trata de praias, comida, vida noturna e cultura (sem mencionar o fato de que um é um país e o outro é uma ilha - embora um com um distinto cultura dos seus outros vizinhos indonésios). Se você está tentando decidir entre Bali e Tailândia para sua próxima aventura no sudeste da Ásia, essa comparação entre os dois destinos deve ajudá-lo a restringir as coisas.

Hotels in this story

Praias em Bali e na Tailândia

Rayavadee Resort em Railay Beach, Tailândia

Rayavadee Resort em Railay Beach, Tailândia

Bali: Se você gosta de surfar e é bom nisso, você encontrará algumas das melhores ondas do mundo em Bali. Os visitantes podem esperar muitas praias arenosas e, embora nem sempre sejam as mais limpas, a ilha vem fazendo esforços para reduzir o desperdício; há até mesmo a proibição do uso único de plástico. No entanto, fortes correntes e ressacas podem tornar a natação uma proposta assustadora aqui. Dito isto, se você estiver atrás de águas calmas, algumas das praias nas ilhotas de Lembongan e Penida, na costa sudeste de Bali, são ideais para nadar.

Tailândia: Se você gosta de nadar e tomar sol, uma praia tailandesa pode ser uma combinação melhor, especialmente no lado do mar de Andaman. As praias da Tailândia tendem a ter areia branca e águas claras e mornas que assumem um brilho turquesa quando vistas da costa. A única desvantagem real é que essas praias são mais estreitas do que suas contrapartes balinesas.

Chegando a Bali e Tailândia

Ubud, Bali

Ubud, Bali

Tailândia: Se você vem da América do Norte ou da Europa (ou mesmo de qualquer lugar fora da Ásia), chegar à Tailândia e a Bali é um grande compromisso que exige pelo menos um voo longo, o que pode resultar em muitos jet lag. À primeira vista, a Tailândia é o destino mais fácil de alcançar. Há consideravelmente mais voos operando através dos dois aeroportos internacionais de Bangcoc, mas há um problema. Embora seja mais fácil entrar em solo tailandês, se você estiver em férias na ilha, provavelmente terá que fazer um segundo voo doméstico para um dos hubs na parte sul do país (como Hat Yai ou Krabi), seguido de um táxi ou ônibus para o porto local, seguido de um passeio de barco para a sua ilha de escolha. Você pode até ter que mudar de aeroporto em Bangkok para fazê-lo (a maioria dos vôos internacionais para Bangkok chegam no maior aeroporto de Suvarnabhumi, enquanto muitos dos voos econômicos operam a partir do antigo aeroporto internacional Don Mueang da cidade).

Bali: Se você estiver voando para Bali, simplesmente aterrisse no Aeroporto Internacional Ngurah Rai em Denpasar, pegue um táxi e vá para o seu destino. No entanto, os vôos para Bali geralmente exigem mais layovers (a menos que você venha da Austrália) e não há tantas opções, por isso pode ser a proposta mais cara.

Comida em Bali e na Tailândia

Comida de rua em Bangkok, Tailândia

Comida de rua em Bangkok, Tailândia

Tailândia: A maioria dos visitantes estrangeiros vai estar mais familiarizada com a comida tailandesa, mas note que os pratos aqui são muitas vezes mais picantes do que o que você está acostumado a voltar para casa. As porções também tendem a ser menores, mas comedores pesados terão a chance de experimentar pratos diferentes, muitos dos quais não são populares fora da Tailândia. Você também encontrará muita comida internacional, especialmente em Bangkok e outros destinos turísticos importantes.

Bali: A comida balinesa tende a ser menos picante e costuma ser mais doce, devido ao uso intenso de coco e amendoim. Vegetarianos e veganos também encontrarão mais opções em Bali, já que nem tudo tem molho de peixe e tempeh (rissóis indonésios de soja fermentada, frequentemente usados como substituto de carne) está amplamente disponível.

Cultura e atividades locais em Bali e na Tailândia

Pura Tirta Empul, Bali

Pura Tirta Empul, Bali

Tailândia: A Tailândia é o lar de vários belos templos budistas, conhecidos localmente como wats. Enquanto a parte norte do país (longe das praias) é considerada centro cultural da Tailândia, há uma abundância de templos por todo o sul. Outras atividades populares incluem aulas de culinária, escalada em rocha (especialmente na área de Railay Beach), trekking (especialmente no norte da Tailândia) e esportes aquáticos (a Tailândia é um ótimo lugar para obter a certificação PADI).

Bali: Bali é uma ilha predominantemente hindu, e o culto faz parte da vida diária aqui (você notará pequenas oferendas de folhas de palmeira feitas em frente a quase todas as lojas e em casa na ilha). Há belos templos esculpidos em pedra por toda parte, e a cena artística e cultural local prospera. Os visitantes terão muitas oportunidades para conferir os tradicionais recitais de orquestra de gamelão, apresentações de dança e até mesmo shows de marionetes de sombras. Muitas pessoas vêm a Bali para estudar yoga; a ilha também é um ótimo lugar para aprender artes aplicadas, como ourivesaria. Enquanto o surf é a principal atração das praias aqui, os visitantes podem experimentar de tudo, desde rafting no rio Ayung até parapente.

Vida noturna em Bali e na Tailândia

Vida noturna em Seminyak, Bali

Vida noturna em Seminyak, Bali

Tailândia: A vida noturna na Tailândia é um grande negócio. Enquanto Bangkok reina suprema com muitos bares, clubes e locais de música ao vivo, até mesmo as ilhas oferecem um bom bocado para aqueles que querem se divertir. Não é incomum ver coquetéis vendidos em baldes gigantes (com vários canudos), e a Festa da Lua Cheia é lendária no circuito de mochileiros.

Bali: A vida noturna em Bali é centrada em centros de viagens como Kuta e Seminyak, com muitos bares, noites de DJ e até mesmo festas à beira-mar (principalmente em hotéis). Você não encontrará muitas raves renegadas aqui, mas encontrará clubes que ficam abertos a noite toda. E se você está tentando evitar a vida noturna, simplesmente fique na artística Ubud, onde a maioria dos locais está fechada à meia-noite.

Viagens lésbicas e gays em Bali e na Tailândia

Distrito de Silom em Bangkok, Tailândia

Distrito de Silom em Bangkok, Tailândia

Tailândia: De um modo geral, o sudeste da Ásia é bastante tolerante com os viajantes LGBTQ +, e as capitais da Tailândia, Camboja e Vietnã têm cenas gays que variam de moderadas a selvagens. A Tailândia leva o bolo, no entanto, já que não é apenas tolerante com os viajantes LGBT +, mas os corteja abertamente. Isso é especialmente verdadeiro em Bangcoc, onde Silom Soi 2 e Silom Soi 4 – no movimentado bairro de Silom – abrigam dezenas de bares gays de todos os tipos, desde lugares com shows de sexo ao vivo a bares de cerveja ao ar livre e boates como Estação de DJ. Da mesma forma, as ilhas tailandesas estão recebendo viajantes gays e lésbicas, e é improvável que você encontre problemas. As opções de hospedagem para LGBTQ + também estão disponíveis em todo o país, em cidades como Chiang Mai, Bangkok e Phuket.

Bali: Enquanto a Indonésia está se tornando cada vez mais conservadora, e certas partes do país estão sujeitas à lei extremista da Sharia, Bali é muito mais tolerante. Geralmente, é um destino seguro para os viajantes LGBTQ +, onde você provavelmente encontrará hostilidade zero. Como a Tailândia, você encontrará pousadas e hotéis que atendem exclusivamente a essa clientela, e há até um pouco de vida noturna para o público queer (embora, na maioria homens gays). Essa ação ocorre em Seminyak, ao longo de Jalan Camplung Tanduk. Você não encontrará a mesma diversidade de vida noturna que faria em Bangkok, mas esses pequenos clubes podem ser barulhentos. Tenha em mente que, se você estiver viajando na Indonésia, deve ter mais cautela, pois as ilhas vizinhas são geralmente menos tolerantes com a população LGBTQ +. De fato, em algumas partes do país, as viagens de gays e lésbicas podem ser perigosas.

Você também vai gostar: